A cannabis para escoliose e dor crônica

cannabis para escoliose e dor cronica

Compartilhar:

As dores começaram quando eu tinha 9 anos e agora, 20 anos depois posso afirmar que no meu caso, a cannabis para escoliose foi o único remédio efetivo.

Usar cannabis para escoliose devolveu minha qualidade de vida

Eu me chamo Igor seco, e como milhões de brasileiros, convivo diariamente com a incerteza de saber a que momento serei ou não atravessado por alguma dor ou desconforto repentinos, que muitas vezes podem chegar de forma incapacitante.

Pode ser uma dor de cabeça que não passa, um desconforto em alguma região do corpo que me obriga a ficar deitado, ou uma fisgada que aparece e fica por horas, indo e voltando.

O CBD e o THC resolveram magicamente um problema de mais de uma década

No meu caso as dores na coluna começaram logo quando eu fiz 9 anos. Elas iam e voltavam, até que um dia ficaram definitivamente, abrindo caminho para crises semanais de cefaléia até os meus 26.

Para uma pessoa que não possui contato com este tipo de problema, pode até ser difícil imaginar, mas pense por um momento na energia que gasta uma pessoa que precisa incorporar DOR à sua rotina.

Essa é uma história minha e de milhões de brasileiros.
E é nesses milhões de brasileiros que eu penso diariamente.

Você já deve ter entendido a esse ponto que a cannabis me fez vencer a luta contra a dor crônica. E a verdade é que eu sempre acreditei no poder desta planta e já ouvia há anos histórias incríveis sobre suas possibilidades no tratamento de várias doenças, mas até então nunca havia presenciado de maneira concreta esses benefícios.

Uma vida de sedentarismo e um salto para os exercícios através da cannabis

Em 2020 iniciei um tratamento com acompanhamento médico com ajuda de uma associação, a Santa Cannabis. Desde então utilizo um óleo de canabidiol específico para o meu problema. Um tratamento que eliminou as dores que eu sentia nas costas e praticamente zerou minhas crises de dores de cabeça como se fosse mágica.

A mudança na minha vida foi tão drástica que três anos depois do início desse tratamento, consigo até frequentar uma academia. E mesmo com o problema na coluna realizo as séries de treinos passadas pelo instrutor, completando o treino sem nenhum tipo de reclamação. Algo impensável há pouco tempo atrás!

Atualmente o que me entristece é o fato de que recorro à um óleo natural que me oferece benefícios incríveis, mas quando falo sobre isso a outras pessoas, soa como se eu fosse apenas mais um cidadão de classe média, colhendo os frutos de um privilégio inalcançável para aqueles mais pobres.

Infelizmente as pessoas à nossa volta ainda não têm acesso a informação de qualidade sobre o assunto.
Enquanto a imagem do Brasil em relação à planta é outra, milhões de brasileiros são forçados a conviver com a dor.

E nós precisamos que essas pessoas vençam essa luta também.

Leia outros artigos na Radio Hemp!

Jogue ou Decore

Abrir bate-papo
A equipe da Radio Hemp tá atenta! Se apresente e diga se é um ouvinte, cliente ou lojista que já vamos te atender!