Política de cannabis é flexibilizada para recrutas da Marinha nos EUA

Compartilhar:

Recrutas que chegam ao campo de treinamento da Marinha e testam THC positivo não são mais expulsos, como parte de nova política de cannabis.

Eles estão concedendo isenções a qualquer marinheiro-recruta que inicialmente tenha resultado positivo para THC, possibilitando que passem novamente pelo processo de recrutamento.

Flexibilidade na política de cannabis

“Se falharem no teste e confessarem – “eu fumo maconha” – fazemos uma avaliação para ver se não há mais nada acontecendo”, disse Waters, o almirante entrevistado.

“Confiamos que, durante o processo de treinamento, teremos a oportunidade de integrá-los à nossa cultura”, complementou o almirante.

política de cannabis
Waters explicou que a mudança foi motivada para “refletir a posição da legislação na sociedade, afinal muitos estados legalizaram a maconha”.

O almirante sublinhou que não há conversas sobre oferta semelhante para quaisquer outras drogas e observou que “não usamos drogas nas forças armadas”.

A Marinha implementou uma série de mudanças para ajudar a reduzir o número de marinheiros que abandonam o campo de treinamento e não conseguem continuar na carreira militar, resultando em uma taxa de abandono nos campos de treinamento atualmente em cerca de 10% – a maior da história recente.

Eles estão adotando medidas para reduzir o número de recrutas perdidos durante o processo de seleção, pois crise de recrutamento que tem afetado todas as forças nos últimos anos.

Enfim, marinheiros agora podem começar o dia depois daquela bongada – pelo menos até que a cultura militar lhes contagie.

Abrir bate-papo
A equipe da Radio Hemp tá atenta! Se apresente e diga se é um ouvinte, cliente ou lojista que já vamos te atender!